sexta-feira, 17 de julho de 2015


EXIT 

Nada mais infecundo, 
nada mais desditoso: o 
encouraçado iracundo  
(ser exitoso):

hégiras, diásporas,

êxodos.

sábado, 11 de julho de 2015


UM REI QUANDO ESTÁ NU

Um rei, quando está nu,
ainda é rei? Depende de quem
fita a majestade? A roupa nova,
enfim, é novidade? Merece

um tiro de misericórdia
quem elogia reis em
novos trajes?

domingo, 5 de julho de 2015


TECENDO RELAÇÕES (COSMOGONIA)

Um zé bonitinho não
tece relações: precisará
sempre de uma 
                       amante

que grite impropérios
e o leve alhures; que 
o espere acordada
madrugadas

e incorpore giras 
se esparrame em
tendas
          que evoluam

e incendeie o cosmos
desprendendo o 
cabelo
         às gargalhadas.

quarta-feira, 1 de julho de 2015


VC QUER BRINCAR NA NEVE?

É tempo de afiar facas
(correr atrás dos moleiros)
para lanhar costas largas
com nosso instinto
açougueiro;

horário do vilipêndio

de corpos ainda 
onívoros; momento de
atocaiar-se

e esperar pelos vivos:
que venham em ondas, levas
de quatro ou cinco
                          fregueses

ou venha bojudo indivíduo
que se enrede em 
nosso freezer.