terça-feira, 19 de agosto de 2008


AVENTURAS DO MONOLÍNGÜE FODÃO

A cartilagem
de uma postagem:
quem analisa? Eu
fossilizo os

meus costumes
que são visíveis
mas intocáveis.

Sou uma imagem
ganhando o mundo
sem passaporte
ou elegância.

Sou a arrogância
de quem se acha
fundamental e haja
ponto, ponto final.

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

O TEMPO VIRANDO CHUVA

O tempo
virando chuva. Meus
livros, papeis
molhados.

Eu guardo a
chuva nos poros,
nas páginas
afogadas.

Sou livre nas
enxurradas, a
água dissolve
os tolos.

Eu guardo a
chuva nos ossos
e o sol molha mais
que a água.


quinta-feira, 7 de agosto de 2008

PUXA-PUXA

O dia inteiro
nada com nada
e, puxa vida:
2008!

Ele não fala
coisa com coisa
e cá aventamos
um mundo novo

onde os assuntos
motivam dias mais
inspirados ou
bardos moços

tinindo em
láureas, sotaque

luso, cabelos
louros...

terça-feira, 5 de agosto de 2008

PIZZA EXPERIMENTAL

O seu aval
para uma pizza

experimental e
uma rodada de
ambiência

onde o
magnetismo priápico e

o estigma da ausência

fossem fatiados
com irreverência.

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

TRIGÉSIMO SÉTIMO

Ser nulo

e ainda habitar
recônditos de

seu casulo.

Ser símio

e usufruir de
talheres e
talharins...

Ser Gabriela
Andersen-Scheiss que,
cambaleante e

desidratada, cruzou
a ignóbil linha de
chegada.


Los Angeles, 1984